sexta-feira, 31 de julho de 2020

Aos Amigos, como Alan Quadros, o brilho eterno da Taça de Ouro


Gosto tanto de rememorar esse dia.


A maior conquista da história coritibana é tão grande que começou num mês e terminou em outro: a bola de Gomes entrou no gol de Gilmar na madrugada de 1º de Agosto de 1985. Uma campanha inesquecível num ano que ainda não terminou pra mim: o Rock In Rio, a redemocratização do Brasil, as novas experiências, o maior título nacional e a glória eterna de ser Campeão Brasileiro! 


A noite mágica no Maracanã ainda me traz as melhores lembranças: o brio de um time que nos encantou com tanta raça e que honrou nossa camisa; a viagem com minha mãe e minha irmã no ônibus da diretoria do MUC o Movimento Unido Coritibano e a alegria de comemorar um feito épico com amigos, como o querido Alan Quadros Sotto Maior, a quem dedico esse post. Anos depois nos encontramos nos bancos da PUC PR onde fomos colegas no curso de Jornalismo e até hoje somos grandes amigos.



Há cinco anos outra grande alegria foi o lançamento do documentário Heróis do Maracanã que conta a saga desta épica campanha. Vale o clique :



Nenhum comentário:

Postar um comentário