quarta-feira, 25 de outubro de 2017

I´ll be there

"Seja forte e destemido, porque farás este povo herdar a terra que a seus pais jurei dar-lhes." (Josué, 1:6)



São Paulo, 25 de outubro de 2017. Um dia histórico para o Rock mundial. Um dia especial para os fãs do U2 como eu: termina hoje no estádio do Morumbi a turnê comemorativa aos 30 anos do lançamento do The Joshua Tree, um dos principais álbuns da maior banda irlandesa de todos os tempos.
Antes mesmo dessa odisseia começar, em maio do ano passado em Vancouver no Canadá, eu já acompanhava atentamente com amigos essa história. Era para ter ido na gringa ver um show, não deu. A expectativa de conseguir um ingresso foram se frustrando diante da grande procura. Comprei no último dia, na derradeira hora e foi uma emoção intensa naquela madrugada.
Vim para São Paulo na semana passada na intenção de assistir à estreia, consegui; os anjos ajudaram e também fui agraciado com entradas para as outras duas noites. Hoje, com um VIP quero estar coladinho aos meus ídolos, cantar, orar e chorar muito.
Estas palavras são de agradecimento ao Universo que me proporcionou esse sonho. Volto 30 anos no tempo e me vejo um jovem office-boy que sonhava em ser jornalista, fã do U2 e que queria ver na vida apenas uma apresentação de sua banda favorita: hoje completarei meu 14º show deles. Isso é muito para quem veio de onde vim. São sonhos que se tornaram verdade e inundam meu coração de alegria, contentamento e gratidão.
A todos os Escolhidos que me trouxeram até aqui, o meu eterno agradecimento. Vocês fizeram um homem que já passou dos 45 se tonar um adolescente de novo, com sonhos, crenças e uma força incrível para continuar acreditando que o futuro há de ser melhor.
Pois foi.
E será!



Algo me diz que ouvirei hoje à noite as inesquecíveis:
"I Will Follow", "A Sort Of Homecoming" e "Miss Sarajevo".