segunda-feira, 7 de maio de 2018

Seletividade

A Justiça da Suíça revelou que o operador dos esquemas do PSDB, Paulo Preto, abriu quatro contas no país, logo após assumir como diretor da Dersa. Paulo, indicado para o cargo no governo Serra, desviava dinheiro de obras viárias.

Além disso, era uma espécie de captador de recursos para campanhas tucanas. Não por outra razão, Paulo Preto é citado em diversas delações. Resta saber se a Justiça no Brasil investigará pra valer os tucanos ou a seletividade continuará dando a nota.