quarta-feira, 6 de junho de 2018

Racismo Mata

Além do número absoluto ser estarrecedor (62.517 pessoas assassinadas no Brasil em 2016 contra, por exemplo, 49 mil na Síria no mesmo ano) choca o aumento galopante da taxa de homicídios de negros no país.
A discrepância tão grande na vitimização de negros e brancos é um dado relativamente recente. A taxa de homicídios de negros era em 2004 estava um pouco acima de 30 por 100.000 e a de brancos era quase 19. Ou seja, havia uma diferença na taxa, mas ela não se comparava com a diferença atual 40,2 para negros e 16 para brancos.
Uma parte importante desta diferença certamente vem do fato da violência ter crescido muito em estados com maior população negra (como a BA) e caído muito em estados com menos negros (como SP).
Mas eu não conheço estudos que aprofundem esses dados com detalhes. Qual é o peso das mortes causadas pela polícia neste aumento da morte negros? Qual a chance de quem mata um negro ser preso com relaçao a quem mata um branco? Há toda uma agenda urgente de pesquisa para destrinchar os caminhos do racismo neste massacre que está acontecendo no nosso país.
A única coisa que eu tenho certeza é de que a indiferença pública com o tema cresce no mesmo ritmo em que aumenta a proporção de negros mortos. E isso não é coincidência, é racismo mesmo.