segunda-feira, 6 de agosto de 2018

RIP Editora Abril



Triste o fim da Editora Abril. Logo ela que tanto apoiou as elites e seus duros golpes contra o povo e o patrimônio brasileiro. Como diz a música, morre hoje sem foguete, sem retrato e o seu bilhete é uma conta enorme a se pagar, principalmente com seus colaboradores. Fui um deles por diversas vezes e em diversos projetos gráficos, de áudio e vídeo e também em eventos. Difícil acreditar que aquele império ruiu. Dos gibis que me trouxeram até o jornalismo aos grandes e históricos títulos que esta até então potência publicava sobrou quase nada. 
Mas quase também é mais um detalhe...